É isso mesmo gente. Eu já fui e talvez, ainda seja a rainha da migalha! Sim, eu sei, parece meio dramático assumir, mas isso é uma realidade!

Eu já aceitei muitas migalhas. Migalhas de atenção de homem, de amigo, de família, de trabalho. Horas de esforço por minutos de atenção.

Sabe aquela pessoa que te trata como se fosse um favor? Aquele amigo que fala com você como se ser seu amigo fosse um peso e que ter a atenção dele ou dela por minutos se faz necessário para você e a atenção dela está voltado no telefone enquanto você fala?

Ou esperar o dia todo por uma simples mensagem daquele cara que você está curtindo e essa mensagem chegar apenas no cair da noite, quando a carência e o tesão chega?

Ou ainda, passar um ano inteiro fazendo dieta ou vomitando após cada uma das suas refeições, apenas para que, na próxima reunião de família, alguém te elogie, ou pelo menos não te torne o centro negativo das atenções, para que na próxima semana, nem lembrar que você existe?

Eu já passei por isso e confesso que para mim, estava tudo OK. Você acaba se viciando em receber migalhas que quando recebe uma atenção por inteiro, você nem sabe como reagir! Você se sente especial… E você é!

NÃO SE CONTENTE COM MIGALHAS

Assim como uma droga, temos que tomar muito cuidado com o nosso vício em migalhas. Estamos tão acostumados a receber apenas isso que tendemos a desconfiar de quem realmente se doa por completo, sem qualquer interesse. Ele está interessado? O que ele quer? Por que está agindo assim?

Eu confesso que costumo fugir de pessoas que me davam carinho e atenção sem esperar nada em troca. Eu corro, pensando no que a pessoa está querendo ou no que ela vai pedir por um simples bom dia ou um simplório como você está em uma tarde qualquer.

E se você pensa que isso é apenas em relacionamentos amorosos que acontecem, se engana ainda mais. Tem gente que tem tendência em receber migalhas de atenção de qualquer pessoa que está a sua volta.

Quando faço um bom trabalho na empresa que estou, empregada e sou reconhecida, eu nem sei o que falar. A verdade, é que eu choro escondido, porque acho que não mereço tanto, mas sim, eu mereço, porra. Eu sou foda, não?

Ninguém merece migalha de nada nessa vida, porque não somos pombos. Mas não vou mentir, não é tão fácil mudar! Permitir o recebimento de migalhas é a necessidade de atenção, é a carência falando mais alto. Ser carente também é uma doença e desencadeia mais um monte de problemas.

Não quero ser nada pela metade. Sempre que eu me contento com algo hoje, sei que posso ter bem mais.

Mais atenção, mais carinho, mais afeto. O mundo não deve girar ao meu redor e tudo que está à minha volta, eu não sou o umbigo do mundo, eu não sou o ser mais importante do universo, não! Mas também devo entender que um bom dia uma vez na semana, aguardar alguém arrumado que prometeu chegar às sete e chega às onze ou amigos que se esquecem de você na diversão e lembram apenas nos momentos de desabafo, não são histórias que mereçam ser contas, a não ser que sirvam para ajudar outras pessoas.

Assim como eu, comece a prestar atenção ao seu redor, preste atenção nos detalhes!Note cada palavra, cada gesto, cada conversa. Tenha a certeza que você tem momentos compartilhados em qualquer situação e não apenas quando o outro precisa. Todo relacionamento é uma via de mão dupla. Tudo que vai, tem que voltar.

Você começa a ver as coisas depois de um tempo, você começa a não aceitar migalhas e querer sempre mais. Você aprende que se não for por inteiro, nem precisa continuar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s