Estranho falar isso, né, mas eu já amei real! Cara, eu já amei mesmo, amei com vontade, amei com força! perdia até o fôlego quando via! sentia borboletas, ficava sem jeito, fazia merda e ainda assim, minha nossa, não via a hora de ver de novo, mesmo que fosse por acidente. Sentir o olhar, o sorriso, o abraço forte, era perfeito!

Mas, o que é o amor? Será que isso que eu descrevi é ele mesmo? Ele pode ser descrito? Sentido? Ele pode ser vivido?

É difícil você conseguir separar amor de paixão. E olha, tem gente que tenta, em? Aquela coisa louca do começo, obsessiva, sem tamanho, desmedida, que faz o peito explodir, que te faz fazer loucuras, aquilo… aquilo é paixão.

Paixão te faz sofrer quando parte, faz arder ao falar e faz odiar se precisa. Muita gente acha que ódio é o oposto de amor, mas a verdade, é que o ódio é o oposto da paixão, porque quem ama, ama de verdade mesmo, ama real, ah meu bem, pode até ficar magoado, mas uma hora passa e o amor volta e ele volta do mesmo tamanho.

SERÁ ASSIM AMOR?

O amor nunca acaba, ele nunca diminui, ele apenas muda. Ele muda de forma, ele muda de cor, mas nunca diminui! O amor fica suave, brando, eficaz! Ele pode te arrancar lágrimas de felicidade e sorrisos de saudade.

O amor, ele pode te fazer sorrir no meio de uma semana horrível e ele é um colo no qual se deitar, mesmo que você esteja sozinho. Você pode até pensar: eu amei, mas não tenho mais a pessoa. Ainda é possível amar?

A resposta é sim! Não é porque a pessoa decidiu partir, sja qual processo ou motivo for, que aquele sentimento se vai com ela. Se ele se foi, é porque não era amor.

O amor é como uma veia essencial em nosso corpo: depois que ela é formada, ela não pode mais ser desfeita, se não, morremos junto. O amor de verdade é o motivo para lembrarmos, termos saudade e querer bem àquele que amamos.

MEU PRIMEIRO AMOR…

Eu amei! Eu amei muito! Foi meu primeiro e arrisco dizer que único amor. Foi tardio, se comparado a maioria das pessoas e foi à primeira vista. Muito típico de filme de comédia romântica, devo acrescentar.

Meu amor se formou de maneira clichê, existiu escondido, quando nem eu mesma sabia que ele estava lá. Achei que era amizade. Aflorou quando achei que era tesão, e desabrochou quando achei que era apenas uma paixão.

Assim como a maioria dos primeiros amores, meu coração foi quebrado. Ele se quebrou em tantos pedaços, que eu nem sei se consegui reconstruí-lo mesmo. Amei sozinha, às vezes acontece né?

Me relacionei mais tarde com pessoas que fossem o mais diferente o possível, buscando algo igual. Demorei anos até entender que aquilo era e sempre diferente. Era único!

A grande sacada da maturidade é você segurar firme na mão do seu amor, mas deixar o resto ir. Há pouco deixei ir. Deixei ir a tristeza da perda, a raiva da minha imaturidade e das minhas ações, a raiva do meu orgulho e da minha covardia de nunca ter falado que amava.

QUANDO VOCÊ ENTENDE O QUE É O AMOR, MAS ELE SE FOI

Guardei os sorrisos, as conversas e apenas de lembrar, de abrir minha caixa de recordações, meu estômago volta a ter borboletas, como se ele fosse se sentar mais uma vez ao meu lado para discutirmos qualquer coisa boba que iríamos fazer. Simplesmente planos para um sábado a noite?

Guardo cada momento, que hoje, não sei se é amor pelo sentimento que tive ou pela pessoa que um dia ele foi. Parece triste, não, é? Mas é bom! Isso, porque num mundo onde muita gente vem e vai sem nem ao menos saber o que é amar alguém, seja como casal, como família ou por qualquer outra coisa, eu tive esse privilégio.

Mas você deve estar pensando: de que vale guardar uma mor desses, se ele nunca mais será vivido? Se ele não pode trazer nada? Quem disse?

Amar te enche de amor, você, cheia de amor, transborda por onde passa e a doçura aparece naturalmente. Você realmente passa a espalhar o que há de melhor. Quem ama, é mais brando, mais tranquilo e com o decorrer do tempo, menos covarde.

Ame. Ame mesmo. Ame Real. Ame sempre. Simplesmente Ame!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s